mundo

Sinta-se em casa...

"Que o tempo leve apenas o necessário e me traga o suficiente!"

Lua

Lua
Lua e suas fases...

quarta-feira, novembro 19, 2008


Pérolas são produtos da dor; Resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
As pérolas são feridas curadas.
Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada NÁCAR. Quando um grão de areia a penetra, as células do NÁCAR começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, uma linda pérola vai se formando.
Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada...
Você já se sentiu ferido pelas rudes de alguém?
Já foi acusado de ter dito coisas que não disse?
Suas idéias já foram rejeitadas, ou mal interpretadas?
Você já sofreu os duros golpes do preconceito?
Já recebeu o troco da indiferença?
Então, produza uma pérola!!!
Cubra suas mágoas com várias camadas de amor.
Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de movimento.
A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando as feridas abertas, alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.
Assim, na prática, o que vemos são muitas östras Vazias", não porque não tenham sido feridas, mas, porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.
Um sorriso, um olhar, um gesto, na maioria das vezes, fala mais que mil palavras.(desconheço o autor!)

quinta-feira, julho 10, 2008

Pretê-pedalinho!!!

Era uma vez uma cisne negra,chamada PETRA,que nadava tranqüilamente no zoológico de Munique na Alemanha.Tava lá,tranquilona,quando os administradores do lugar resolveram botar um pedalinho(na tradicional forma de cisne) no lago,para os alemães passearem.Foi então que Petra se APAIXONOU pelo pedalinho!Sim a pobre cisne,assim como o patinho feio,não descolava nenhum pretê cisne.Daí,quando viu o pedalinho caiu de amores.Nem percebeu que ele não era real.Assim como a gente faz de vez em quando na nossa vida amorosa.Ficamos fantasiando que aquele pretê é muito Incrível,que manda bem em várias coisas,quando,na verdade,ele pode ser quase um PEDALINHO!!E só existe na nossa imaginação.Voltando a Petra,os administradores do parque e o próprio diretor resolveram confiscar o pedalinho,levá-lo para outro lugar,para ver se a cisne esquecia desse amor impossível.E eis que um dia de inverno,depois de várias tentativas de separar os cisnes,Petra mudou de idéia.E resolveu se apaixonar por outro cisne,de carne e osso só não sei a cor da plumagem.E qual a conclusão da parábola?:tem vezes que agente está apaixonada por um pretê-pedalinho e de nada adianta nossas amigas falarem,rezarem,ou nos arrastarem para baladas.Por mais roubada que ele seja,continuamos lá,cegas pela imponência das plumagens brancas.Mas daí,um dia,acordamos com um outro humor,e,sim,arranjamos outro alguém.Por isso,quando tudo der errado,lembrem-se da cisne Petra.E que pedalinho só serve prá dar uma voltinha.

Datas!!


datas sempre mexeram comigo,seja ela qual for,vale minha atenção.Páscoas,natais,carnavais,dia das mães,eu tiro tudo de letra,se não quero compartilhar(NUNCA QUERO!)saio de fininho,mais se tratando do meu ANIVERSÁRIO,eu perco a força prá fazer isto.Acho realmente uma data esquisita,se morremos um pouco a cada dia desde que nascemos,na verdade no dia do nosso niver estamos comemorando não um dia á mais e sim um á menos em nossa vida.Mais seja como for é a única data que realmente gosto de lembrar.Eu não sei direito o que pensar neste dia.(como se eu soubesse o que pensar nos outros!)Sempre quando dá meia noite ou seja na virada do dia 18 prá 19 de junho o ritual de sempre,meu telefone toca e a mesma pessoa dos últimos 20 anos me deseja feliz aniversário,é sempre a 1ª pessoa e faz questão disto.Querem saber?!?Eu fico esperando o telefone tocar.Eu gosto que lembrem de mim,aliássss quem não gosta?!?Uso o dia do meu aniversário como bússula,é neste dia que sinto a importância que tenho(ou não!) na vida das outras pessoas.É neste dia que sei quem sou,ou o que significo.
Se gosto de presentes?!?
É claro que simmmmmmmmmmmmm!
Quem não gosta?!?
Embora eu admita sou pésssima,não dou dicas do que quero,não tenho por hábito pedir,lembrar alguns dias antes que meu aniversário está se aproximando,mais confesso eu ESPERO sim atenção,as demonstrações de carinho neste dia tem um peso ENORME.
Este ano muita coisa aconteceu.
Se tive decepções?!?
SIM!
SIM!
Quem não as tem?
De quem?!?
Que diferença faz?
Usarei aqui uma das minhas famosas frases de reflexão:
"AS VEZES CONSTRUÍMOS PEQUENOS SONHOS EM CIMA DE GRANDES PESSOAS,MAS COM O PASSAR DO TEMPO PERCEBEMOS QUE GRANDES MESMOS ERAM OS SONHOS E AS PESSOAS?PEQUENAS DEMAIS PARA ELES!"
Neste ano alguns grandes sonhos desmoronaram,as pessoas que estavam dentro destes sonhos não passavam de anãs,não em estatura física,mais em estatura espiritual.Enxerguei como estou rodeada de pessoas egoístas,doeu enxergar isto.
Aprendi muito.isto é o que conta,acredito que isto m ajudou a discernir um pouco e parar de endeusar determinadas pessoas.
Ainda não sei direito o que pensar de algumas atitudes quase de descaso depois deste meu niver,e não é a idade acrescida que me deixou sem saber como agir,acho que na verdade foi a atenção que recebi e porque não admitir a que NÃO recebi também.
Sou confusa?
Sou bicho do mato?
Sou lunática?
Anhan eu concordo,mais penso que tudo na vida tem que ser como um espelho,tem que ter reflexo.
Enfim que seja,já passou.
Se comemorarei meu aniversário ano que vem?
É claro que sim!
Afinal como disse no início é a única data que realmente faço questãode lembrar e SER LEMBRADA!!!!!!
(Lua retornando cheia de fases...como sempre.10/07/08------->12:11 hr

segunda-feira, maio 12, 2008


Desabafo de uma mulher moderna!
São 6 hr,o despertador canta de galo e eu não tenho forças nem para atirá-lo contra a parede.Estou tão cansada...não queria trabalhar hoje.Quero ficar em casa,cozinhando,ouvindo música,cantarolando,até.Navegando na NET.Se tivesse cachorro,passeando pelas redondezas.Aquário?!?Olhando os peixinhos nadarem.Espaço?!?Fazendo alongamento.Leite condensado?!?Brigadeiro e comeria na panela mesmo...
Tudo menos sair da cama,engatar uma primeira e colocar o cérebro prá funcionar.Gostaria de saber quem foi a "MENTECAPTA",a matriz das feministas que teve a infeliz idéia de reivindicar direitos,à mulher e por que ela fez isso conosco que nascemos depois dela.Estava tudo tão bom no tempo das nossas avós,elas pssavam o dia a bordar,trocar receitas com as amigas,ensinando-se mutuamente segredos de molhos,temperos,de remédios caseiros,lendo bons livros das bibliotecas,decorando a casa,podando árvores,plantando flores,colhendo legumes da horta,educando as crianças,frequentando saraus,a vida era um grande curso de artesanato,medicina alternativa e culinária.
Aí vem uma "fulaninha" qualquer,que não gostava de sutiã nem tampouco de espartilho,e contamina várias outras rebeldes inconsequentes com idéias mirabolantes sobre "vamos conquistar o nosso espaço".
Que "ESPAÇO?" minha filha?!?
Você tinha a casa inteira,o bairro todo,o mundo a seus pés.
Detinha o domínio completo sobre os homens,eles dependiam de você prá comer,vestir,e se exibir para os amigos,que raio de direitos requerer?!?
Agora eles estão aí,todos confusos,não sabe mais que papéis desempenhar na sociedade,fugindo de nós como o diabo foge da cruz.
essa brincadeira de vocês acabou é nos enchendo de deveres,isso sim.E nos lançando no calabouço da solteirice aguda.
Antigamente os casamentos duravam para sempre,tripla jornarda era coisa do Bernard do vôlei e olha lá,porque naquela época não existia o Bernard do vôlei.
Por que,me digam um sexo que tinha tudo do bom e do melhor,que só precisava ser frágil,foi se meter a competir com o macharedo?!?
Olha o tamanho do bíceps deles,e olha o tamanho do nosso.
Tava na cara que isso não ia dar certo!!!
Não agüento mais ser obrigada ao ritual diário de fazer escova,maquiar,passar hidratantes,escolher que roupas vestir,e que sapatos e acessórios usar...
Que perfume combina com meu humor,nem de ter que sair correndo.
Ficar engarrafada,correr risco de ser assaltada,de morrer atropelada,passar o dia reta na frente do computador,resolvendo problemas.
Somos fiscalizadas e cobradas por nós mesmas a estar sempre em forma,sem estrias,depiladas,sorridentes,cheirosas,unhas feitas,sem falar no currículum impecável.(Afffffffffffffffff!!!)
Viramos super mulheres,continuamos a ganhar menos do que eles,lavar,passar,cozinhar e cuidar dos filhos da mesma forma.E ainda temos que dividir as despesas de casa.(Lógico,você queriam o que?!?)
Não era muito melhor ter ficado fazendo tricô na cadeira de balanço?
CHEGA!!!!!!!!!!!!!
Eu quero alguém que pague as minhas contas,abra a porta para eu passar,puxe a cadeira para eu sentar,me mande flores com cartões cheios de poesia,faça serenatas na minha janela,(ai MEU DEUS,já são 06h30,tenho que levantar!),e tem mais,que chegue do trabalho,sente no meu sofá,e diga,"meu bem,me traz um café por favor?!"
Descobri que nasci prá servir.
Vocês pensam que eu tô ironizando?!?
Tô falando SÉRIOOOOOOOO!!!!
Estou abdicando do meu posto de mulher moderna...
Alguém se habilita?!?
DEixe seu recado. ;)

A Complexidade da Morte

Dissertar sobre a morte é uma tarefa difícil, tendo em vista, a análise de uma realidade irreversível inerente ao mundo dos vivos. A morte sempre chega de surpresa, até mesmo quando o indivíduo encontra-se em estado de saúde delicado, mas, continua lutando pela vida e, de outro lado, a família, bem como os amigos, esperançosos por sua possível recuperação.
No universo racional dos homens, pode-se afirmar que a única certeza da vida é a morte, no entanto, a grande maioria dos homens a temem, e se pudessem adiariam-na convictos.
Para um estudo mais aprofundado sobre o tema da morte, a pretensão das linhas seguintes, é tirar proveito da noosfera responsável pelo pensamento de um dos autores mais destacados do século XX, trata-se de Edgar Morin, o criador da teoria da Complexidade.
Morin revela a complexidade não como a chave do mundo, mas o desafio a enfrentar as questões que atormentam o homem no mundo, haja vista, a dificuldade do mesmo em encarar a realidade da vida.
A definição da Complexidade é:
A Complexidade é um tecido de constituintes heterogêneos inseparavelmente associados: coloca o paradoxo do uno e do múltiplo. A complexidade é efetivamente o tecido de acontecimentos, ações, interações, retroações, determinações, acasos, que constituem o nosso mundo fenomenal. Mas então a complexidade, apresenta-se com os traços inquietantes da confusão, do inextricável, da desordem, da ambigüidade, da incerteza... Daí a necessidade, para o conhecimento, de pôr em ordem nos fenômenos ao rejeitar a desordem, de afastar o incerto, isto é, de selecionar os elementos de ordem e de certeza, de retirar a ambigüidade, de clarificar, de distinguir, de hierarquizar... (MORIN,2001:20).
E a morte? Na terminologia do léxico significa: o fim da vida, fim, grande pesar. (HOUAISS,2001:303).
Para o autor do complexo, a morte pode ser entendida como objetividade da subjetividade da objetividade. O que quer dizer?
· A objetividade, devemos entendê-la como a tradução do momento em que o indivíduo recebe a notícia da morte, é o impacto;
· A subjetividade, representa a inaceitabilidade do fato, a sua incompreensão;
· A objetividade da subjetividade, é a consciência da irreversibilidade da morte, da sua concretude e sua possível aceitação.
O horror da morte é a emoção, o sentimento ou a consciência da perda de sua individualidade. Emoção-choque, de dor, de terror ou horror. Sentimento que é de uma ruptura, de um mal, de um desastre, isto é, sentimento traumático. Consciência, enfim, de um vazio, de um nada, que se abre onde havia plenitude individual, ou seja, consciência traumática. (MORIN,1997:33).
Mas será que a morte é um fim em si mesma? A morte é cruel, fria, não cede espaço para qualquer tentativa de dialogia, representa um mistério e, tal fenômeno alija o homem de qualquer compreensão humana.
O homem, desde os primórdios dos tempos até a atualidade, esforça-se para tentar explicar a acepção da morte. De um modo geral, a produção científica tem ampliado seu universo de pesquisas frente as facetas do assunto, enfatizando através da transdisciplinaridade, o resultado da simbiose entre as ciências humanas, as ciências médicas e, recentemente, as ciências cognitivas.
Através das propostas teóricas e mesmo práticas, o objetivo do humano é a complacência da finitude do ser. Dessa maneira, a razão do homem, apesar de limitada, formula teorias capazes de proporcionar ao indivíduo uma qualidade de vida mais saudável neste universo em que os paradoxos imperam.
Os paradigmas convivem no cosmo naturalmente, para isso, faz-se necessário um equilíbrio mental ou espiritual, ou ambos, para que o indivíduo possa crer numa lei maior regente no universo, evitando a ruína de sua espécie.
Nas ciências médicas, hoje, independentemente do quadro econômico de cada país, o mundo dispõe a seu favor de tecnologia de ponta para descobrir as causas e efeitos das doenças responsáveis pela aflição da humanidade. As ciências cognitivas estão convictas de que as novas ciências da mente precisam ampliar seus horizontes, inserindo a experiência humana de todos os tempos. Além disso, a ciência, de novo, diferentemente de outras práticas humanas e instituições – encarna sua compreensão em artefatos tecnológicos. No caso das ciências cognitivas, esses artefatos são máquinas de pensar/agir cada vez mais sofisticadas, as quais têm o potencial de transformar a vida cotidiana talvez ainda mais que os livros do filósofo, as reflexões do cientista social, ou as análises terapêuticas do psiquiatra. (VARELA,2003:15).
As ciências humanas, têm produzido em larga escala, material de consistência no que tange pesquisa acadêmica e cultural em prol da humanidade. No entanto, todas incapazes de livrar o homem da morte.
E o que resta então para o ser humano diante da veracidade de sua impotência frente o fim?
Indubitavelmente, não é o fim. O fim está na desistência de continuar vivendo na mesma ambiência em que pairam o desconhecido, o medo, as dúvidas, as incertezas, a ausência de harmonia entre o ter e o ser.
Para conviver com a idéia de sua finitude, o homem precisa acreditar na complexidade de tudo que o rodeia no universo, ampliando sua capacidade de entendimento sobre o significado da tríade: “natureza, espécie e humanidade”.
Nessa linha de raciocínio, existem também as ligações essenciais dos paradoxos que aparentemente são opostos, mas ao serem examinados em suas raízes sob a luz da teoria do complexo, fatalmente, tornar-se-ão adequados ao homem quando tocado em seus recalques interiores e com o cosmo. São alguns:
· vida/morte; amor/ódio;
· sagrado/profano; certeza/incerteza;
· ordem/desordem; natureza/materialidade;
· determinismo/dogmatismo; crença/ceticismo;
· organização/desorganização; poético/prosaico...
.... e muitos outros.
A complexidade aponta para o elo entre a vida e a morte de maneira estreita, profunda, jamais imaginável no plano metafísico. A morte não é simples, ela mesma aponta para um processo vivido por etapas até que ela própria atinja o almejado fim, são eles:
Início do Morrer /Morte Clínica / Morte Fisiológica /Morte Aparente e Morte Real.
Mesmo assim, o ser humano pode optar em não por um ponto final na finitude. A própria morte ensina como continuar a vida, eis aí mais um paradoxo. Quando alguém morre, as atitudes práticas, burocráticas, financeiras e racionais são providenciadas pelos que “ainda” estão vivos. Destarte, torna-se impossível, para as pessoas presentes nesse habitat a recusa de uma reflexão sobre a sua própria morte.
E, considerando o ato de pensar profundamente sobre a morte, a nossa cultura oferece um leque ampliado de ponderações sobre o assunto. Alguns para se meditar:
“O pensamento da morte não corresponde à imagem da nossa própria morte: O problema da vida é passá-la o mais agradavelmente possível, visto que a morte não é nada para nós”. (MARANHÃO,1992:65/66).
“É desse ponto de vista que Epicuro examinou a morte, e assim tinha toda razão em dizer que “ a morte não nos concerne”; pois, disse ele que, quando somos, a morte não é, e quando a morte é, não somos mais.“ (SCHOPENHAUER,2003:28).
“Só podemos compreender a humanidade da morte compreendendo a especificidade do humano”. (MORIN,1997:24).
“A consciência realista da morte é traumática em sua própria essência, a consciência traumática da morte e realista da sua própria essência. Onde o traumatismo ainda não existe, onde o cadáver não está singularizado, a realidade física da morte ainda não está consciente”. (MORIN,1997:35).
“A consciência da morte não é algo inato, e sim produto de uma consciência que capta o real. É só “por experiência”, como diz Voltaire, que o homem sabe que há de morrer. A morte humana é um conhecimento do indivíduo.” (MORIN,1997:61).
Esses e muitos outros conjuntos de idéias movem o homem num sentido positivo diante do fenômeno da morte, proporcionando qualidade de vida para a parcela da humanidade adepta ao convite das diversificadas filosofias, cujo intuito é aproximar-se do mistério do “morrer” mesmo sabendo que é indecifrável.
Enfim, a morte, o morrer não deixa brechas para possíveis indagações, é uma experiência una, portanto, o homem só desvenda o segredo quando chegada a sua vez.
Mas, apesar de decisiva, a morte pode ser compreendida, sentida, chorada, de maneira sadia, eficaz,apreendendo do fato as melhores lições de vida e de amor das pessoas que fazem parte do mundo e do universo particular de cada um.

Por MARIA INÊS DE FREITAS CUSTÓDIO
Doutoranda do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC-SP

Perdi um grande amigo vai fazer um mes e até hoje não sei o que pensar...

Este texto fala um pouco do que senti/sinto.Não é exatamente o que eu gostaria,mas ilustra na teoria minha dor.

terça-feira, março 11, 2008

Alguns silêncios me acalmam...outros me apavoram.Algumas ausências me aliviam outras me devoram.Alguns segredos eu trago nessa bagagem pesada que carrego comigo estrada afora sonhos adentro, voz embargada...Aos trancos e solavancos eu brigo por verdades que creio.Não há mais na vida o que tema.Enfrento o que causa receio.Vou indo, seguindo, lutando mantendo comigo meus sonhos.Curtindo os cabelos ao vento.Causando arrepios medonhos em quem não tem mente aberta, em quem traz o coração fechado, em quem cultiva preconceitos e passa pela vida sem deixar marcas.Minhas rugas que surgem sutis falam de mim e do que sinto do que vivi sem nunca abrir mão da beleza de um gesto gratuito.Faltam-me é certo muitas virtudes entre elas a praticidade é que ainda as emoções e certas atitudes continuam a me comover mais e mais apesar da idade.

sexta-feira, março 07, 2008

Erros e acertos...


Na vida nos deparamos com erros e acertos, e em ambas as situações somos responsáveis. Aprendi que independente da situação que enfrentamos, sempre aprendemos algo, seja errando ou acertando. Isto nos faz forte, nos faz amadurecer. Aliás, força é uma palavra difícil de ser definida, quando por várias vezes somos vencidos por sentimentos que julgamos serem menores que nós e no final sempre deixam profundas marcas.Viver talvez seja uma tarefa curta e complicada, onde ao mesmo tempo em que não devemos deixar de fazer várias coisas para aproveitar a vida, tem que se atentar para nossas decisões e atitudes, pois algumas delas são irreversíveis e talvez não haja tempo suficiente para voltar atrás.Posso dizer que a cada dia aprendo mais com atitudes, decisões e pensamentos, sei que erro e acerto, pois sou humano e isto faz parte de minha tarefa neste plano. Assim aprendi a perdoar, aprender e ensinar, e cada vez mais vou tomando consciência do tão pouco que sei da vida, pois esta é uma caixinha de surpresa.Assim, a única afirmação que posso fazer é que, viver é cumprir com um ciclo que lhe foi designado e aprender é uma tarefa que faz parte de cada segundo que estamos aqui independente de erros e acertos, e isto nos fortalece cada vez mais e assim amadurecemos.By Fernando Oliveira (17-09-2007)
Alguns textos falam por si só,tornando-se desnecessário qualquer acréscimo.

quarta-feira, março 05, 2008

Amizade???

Amizade???
Você sabe o valor de uma???
Um dia, durante uma conversa entre advogados, me fizeram uma pergunta: - "O que, de mais importante, você já fez na sua vida"? A resposta me veio na hora, mas não foi a que respondi, pois as circunstâncias não eram apropriadas. No papel de advogado da indústria do espetáculo, sabia que os assistentes queriam escutar anedotas sobre meu trabalho com as celebridades. Mas aqui vai a verdadeira, a que surgiu das profundezas das minhas recordações.
O mais importante que já fiz na minha vida, ocorreu em 08 de outubro de 1990.Comecei o dia jogando golfe com um ex-colega e amigo meu, que há muito não via. Entre uma jogada e outra, conversávamos a respeito do que acontecia na vida de cada um. Ele me contava que sua esposa e ele acabavam de ter um bebê. Enquanto jogávamos, chegou o pai do meu amigo, e consternado, lhe diz que seu bebê parou de respirar e que foi levado para o hospital com urgência.
No mesmo instante, meu amigo subiu no carro de seu pai e se foi. Por um momento fiquei onde estava, sem pensar nem mover-me, mas logo tratei de pensar no que deveria fazer: Seguir meu amigo ao hospital? Minha presença, disse a mim mesmo, não serviria de nada, pois a criança certamente está sob cuidados de médicos, enfermeiras,e nada havia que eu pudesse fazer para mudar a situação. Oferecer meu apoio moral?
Talvez, mas tanto ele quanto sua esposa vinham de famílias numerosas e sem dúvida estariam rodeados de amigos e familiares que lhes ofereceriam apoio e conforto necessários, acontecesse o que acontecesse. A única coisa que eu faria indo até lá, era atrapalhar. Decidi que mais tarde iria ver o meu amigo.Quando dei a partida no meu carro, percebi que o meu amigo havia deixado o seu carro, aberto e com as chaves na ignição, estacionado junto às quadras de tênis. Decidi, então, fechar o carro e ir até o hospital entregar-lhe as chaves. Como imaginei, a sala de espera estava repleta de familiares que os consolavam. Entrei sem fazer ruído e fiquei junto à
porta pensando o que deveria fazer. Não demorou muito e surgiu um médico que se aproximou do casal e, em voz baixa, comunica o falecimento do bebê. Durante os instantes que ficaram abraçados, a mim pareceu uma eternidade, choravam, enquanto todos os demais ficaram ao redor daquele silêncio de dor. O médico lhes perguntou se desejariam ficar alguns instantes com a criança. Meus amigos ficaram de pé e encaminharam-se resignadamente até a porta. Ao me ver ali, aquela mãe me abraçou e começou a chorar. Também meu amigo se refugiou em meus braços e me disse: "Muito Obrigado por estar aqui!" Durante o resto da manhã fiquei sentado na sala de emergências do hospital, vendo meu amigo e sua esposa segurar nos braços seu bebê, despedindo-se dele.
Isso foi o mais importante que já fiz na minha vida!!!
Aquela experiência me deixou três lições:
Primeira: o mais importante que fiz na vida, ocorreu quando não havia absolutamente nada, nada que eu pudesse fazer. Nada daquilo que aprendi na universidade, nem nos anos em que exercia a minha profissão, nem todo o racional que utilizei para analisar a situação e decidir o que eu deveria fazer, me serviu para aquela circunstância: duas pessoas receberem uma desgraça e nada eu poderia fazer para remediar. A única coisa que poderia fazer era esperar e acompanhá-los. Isto era o principal.
Segunda: estou convencido que o mais importante que já fiz na minha vida, esteve a ponto de não ocorrer, devido às coisas que aprendi na universidade, aos conceitos do racional que aplicava na minha vida pessoal, assim como faço na profissional. Ao aprender a pensar, quase me esqueci de sentir. Hoje, não tenho dúvida alguma de que devia ter subido naquele carro sem vacilar e acompanhar meu amigo ao hospital. Terceira: aprendi que a vida pode mudar
em um instante. Intelectualmente todos nós sabemos disso, mas acreditamos que os infortúnios acontecem com os outros. Assim, fazemos nossos planos e imaginamos nosso futuro como algo tão real, como se não houvesse espaços para outras ocorrências. Mas ao acordarmos de manhã, esquecemos que perder o emprego, sofrer uma doença, ou cruzar com um motorista embriagado e outras mil coisas, podem alterar este futuro em um piscar de olhos. Para alguns, é necessário viver uma tragédia, para recolocar as coisas em perspectiva. Desde aquele dia busquei um equilíbrio entre o trabalho e a minha vida. Aprendi que nenhum emprego, por mais gratificante que seja, compensa perder umas férias, romper um casamento ou passar um dia festivo longe da família. E aprendi que, o mais importante da vida, não é ganhar dinheiro, nem ascender socialmente, nem receber honras. "O mais importante da vida é ter tempo para cultivar uma amizade".
Não deixe seus amigos sem saber disso.

quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Amigos...

AMIGOS
Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigose o quanto minha vida depende de suas existências...Alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar! Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E, às vezes, quando os procuro, noto que eles não têm noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, trêmulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida. Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer... Se alguma coisa me consome e me envelhece e que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo,todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos. A gente não faz amigos, reconhece-os.
(Vinícius de Moraes)

terça-feira, fevereiro 26, 2008

Sei lá o que dizer! A vida é uma merda e nós vivemos nela e dela. Somos merda? Talvez. E depois? Ser merda é mau? Porquê? Quem disse que era? Quem é o rei da merda que decidiu que ser MERDA é merda? Isto tudo não faz sentido.. eu acho que nada faz sentido. O mundo é um quadro abstrato da merda que por aqui passa e vive. Não me interessa. Não quero saber, tenho raiva de quem sabe e quer contar. Não me contem. Não me digam que sabem. Nem olhem para mim se souberem.Não interessa o resultado mas a forma como se joga ou vive o jogo, ou vida. Nada haver com futebol, entendidos?Aliás meu Verdão tá uma MERDA.Me agrada continuar escrever... Dizer tudo e não dizer nada. Fazer voces terem a dúvida na certeza da minha insanidade. Duplicar as negatividades e emotivar os silêncios. É o prazer da escrita, falamos o que queremos, quando queremos, como podemos, assim que sabemos como a usar. Fico confusa com tanta coisa.A minha vida anda tão cagada que já me contento em que eu fique na merda e não passe disso. A verdadeira felicidade é estabilizar no nível onde estamos. Não sofrer pelo ansiado, curtir o achado e não negar o desejado.. se ele chegar. Se não chegar, que se foda. Há muita gente que se fode e anda por ai ainda vivo e feliz. Ai.. sei lá. Porque raio é que ainda vêem alguém aqui ler estas merdas? Não se dão conta que merda que vem de merda só dá em merda? E olhem que não estou me depreciando, considerem esta atitude como uma descaracterização em ação. Visto o fato, dou um salto e Tan,tan,tan,tan!!! A merda sou eu, logo a merda já não me afeta! Cinismo? Talvez. Falsidade? Sei lá.Vida? Não. Sobrevivência? … Bingo!Vá. Eu preciso é de psicanálise das fortes. ( Prozac também se vende em xarope?.. )Se venderem me avise,TP como sou... vou comprar de dúzia.Dane-se o mundo e esta MERDA de vida!!!

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Ser como a águia...


A águia
A águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie.Chega a viver cerca de 70 anos. Porém, para chegar a essa idade, aos 40 anos, ela precisa tomar uma séria e difícil decisão. Aos 40 anos, suas unhas estão compridas e flexíveis e já não conseguem mais agarrar as presas, das quais se alimenta.O bico, alongado e pontiagudo, se curva. Apontando contra o peito, estão as asas, envelhecidas e pesadas, em função da grossura das penas, e, voar, aos 40 anos, já é bem difícil! Nessa situação a águia só tem duas alternativas: deixar-se morrer... ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar 150 dias. Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e lá recolher-se, em um ninho que esteja próximo a um paredão.Um lugar de onde, para retornar, ela necessite dar um vôo firme e pleno.Ao encontrar esse lugar, a águia começa a bater o bico contra a parede até conseguir arrancá-lo, enfrentando, corajosamente, a dor que essa atitude acarreta. Espera nascer um novo bico, com o qual irá arrancar as suas velhas unhas.Com as novas unhas ela passa a arrancar as velhas penas. E só após cinco meses, "renascida", sai para o famoso vôo de renovação, para viver, então, por mais 30 anos. Muitas vezes, em nossas vidas, temos que nos resguardar, por algum tempo, e começar um processo de renovação. Devemos nos desprender das (más) lembranças, (maus) costumes, e, outras situações que nos causam dissabores, para que continuemos a voar.Um vôo de vitória. Somente quando livres do peso do passado (pesado), poderemos aproveitar o resultado valioso que uma renovação sempre traz. Destrua, pois, o bico do ressentimento, arranque as unhas do medo, retire as penas das suas asas dos maus pensamentos e alce um lindo vôo para uma nova vida.Um vôo de vida nova e feliz.
TREM DA VIDA
Silvana Duboc

Há algum tempo li um livro que comparava a vida a uma viagem de trem. Uma leitura extremamente interessante, quando bem interpretada.
Isso mesmo, a vida não passa de uma viagem de trem, cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, agradáveis surpresas em muitos embarques e grandes tristezas em alguns desembarques.
Quando nascemos, entramos nesse magnífico trem e nos deparamos com algumas pessoas, que julgamos, estarão sempre nessa viagem conosco, nossos pais. Infelizmente isso não é verdade, em alguma estação eles descerão e nos deixarão órfãos do seu carinho, amizade e companhia insubstituível. Isso porém não nos impedirá que durante o percurso, pessoas que se tornarão muito especiais para nós, embarquem. Chegam nossos irmãos, amigos, filhos e amores inesquecíveis!
Muitas pessoas embarcarão nesse trem apenas a passeio, outras encontrarão no seu trajeto somente tristezas e ainda outras circularão por ele prontos a ajudar quem precise.
Vários dos viajantes quando desembarcam deixam saudades eternas, outros tantos quando desocupam seu assento, ninguém nem sequer percebe.
Curioso é constatar que alguns passageiros que se tornam tão caros para nós, acomodam-se em vagões diferentes dos nossos, portanto somos obrigados a fazer esse trajeto separados deles, o que não nos impede é claro que possamos ir ao seu encontro.No entanto, infelizmente, jamais poderemos sentar ao seu lado,pois já haverá alguém ocupando aquele assento.
Não importa, é assim a viagem, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas, porém, jamais, retornos. Façamos essa viagem então, da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com os outros passageiros, procurando em cada um deles o que tiverem de melhor, lembrando sempre que em algum momento eles poderão fraquejar e precisaremos entender, porque provavelmente também fraquejaremos e com certeza haverá alguém que nos acudirá com seu carinho e sua atenção.
O grande mistério afinal é que nunca saberemos em qual parada desceremos, muito menos nossos companheiros de viagem, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado. Eu fico pensando se quando descer desse trem sentirei saudades.Acredito que sim, me separar de muitas amizades que fiz será no mínimo doloroso, deixar meus filhos continuarem a viagem sozinhos será muito triste com certeza....mas me agarro na esperança que em algum momento estarei na estação principal e com grande emoção os verei chegar. Estarão provavelmente com uma bagagem que não possuíam quando embarcaram e o que me deixará mais feliz será ter a certeza que de alguma forma eu fui uma grande colaboradora para que ela tenha crescido e se tornado valiosa.
Amigos, façamos com que a nossa estada nesse trem seja tranqüila, que tenha valido a pena e que quando chegar a hora de desembarcarmos o nosso lugar vazio traga saudades e boas recordações para aqueles que prosseguirem a viagem.

domingo, fevereiro 24, 2008

Quanto mais pensamos numa palavra mais desestruturada ela fica. Pensem numa palavra. A sério, qualquer palavra. Pensem num nome, num significado de algo. Quanto mais pensarmos, mais perdemos o significado das coisas. O momento é agora... Será sempre agora... Hoje é eterno, amanhã pode ser um espelho partido e o ontem foi um vento que se foi. Não perca tempo com as coisas... Nada tem valor quando realmente pensamos no verdadeiro significado que tem.

Amizade...

Ai as amizades! São-nos tão necessárias como água que sacia a sede. Podemos viver sem amores, mas nunca sem amigos.
Um amigo não é perfeito, mas também se idealiza.
Um amigo está disponível, mas também ausente.
Um amigo tem gostos comuns, mas também prima pela diferença.
Um amigo é um espelho, mas também fica baço por vezes.
Um amigo é uma porta escancarada, mas também com janelas abertas.
Um amigo é eterno, mas também mortal…
Assim sendo, as amizades deveriam ser ouro sobre azul, flores em deserto, estrelas em céu cinzento. Pois deveriam, mas nem sempre são, porque as amizades nem sempre são recíprocas, porque nem sempre investem a mesma energia na relação para que funcione, porque se criam expectativas que não são cumpridas…
A amizade é como uma estrada com dois sentidos: eu estou numa ponta e tu estás na outra e a amizade torna-se possível se percorremos a distãncia que nos separa. Se for sempre eu a caminhar numa estrada de sentido único, não existe amizade. Não vale a pena então dispender tanta energia, mais vale acabar com essa estrada e mudar de direcção, encontrar outras estradas mais férteis.
Podemos deixar a amizade esmorecer aos poucos como uma planta que se deixa de regar e que vai definhando até morrer ou podemos simplesmente acabar com ela, como quem se divorcia mas sem processo em tribunal, porque as amizades moribundas também fazem sofrer quem mais investiu e não ganhou nada em troca. Uma amizade perdida é também perder um pouco de nós porque investimos muito de nós numa construção a dois.
O sofrimento de uma amizade que se esfumou com o tempo tem a sua razão de ser, para aprendermos a ter cuidado uma próxima vez, para descobrirmos dentro de nós por que precisamos assim tanto de alguém que não nos quer, para olharmos em volta e darmos uma oportunidade a quem quer realmente ser nosso amigo e nunca reparamos…
Dedico este texto aos meus amigos, àqueles que nunca me recusam uma palavra nem um abraço. Obrigada pela amizade!

Por todas as minhas amizades...

Decepção...


Porque nos decepcionamos com uma pessoa, com um acontecimento, com uma situação, com a vida?
A decepção é um sentimento tão frustante, talvez seja das sensações que mais me entristece, me deita abaixo, me impede de continuar, me bloqeia.
Será que criamos expectativas altas demais? Ou será que as expectativas eram normais, próprias e adequadas, mas a decepção teimosamente nos bate à porta?
Será um problema de ansiedade, de querermos que tanto se realize, que tanto aconteça?
Será que somos exigentes demais, e exigimos dos outros, coisas que nem nós próprios sabemos fazer?
Será que uns são mais atreitos a decepções que outros?
Será que uns, nem percebem a decepção não lhe dando a importância que outros lhe dão?
Será que as decepções só acontecem aos emotivos? Aos frágeis? Aos corajosos? Aos exagerados? Aos idiotas?
E acordar depois de uma decepção?
Acordar para a Vida, acordar para o Dia, pôr os pés fora da cama, levantar o corpo, calçar qualquer coisa para começar a pisar o chão, a terra, olharmo-nos no espelho, olhar uns olhos decepcionados,….
E depois, muitas vezes voltar ao mesmo sítio, ao mesmo local, ver a mesma pessoa, ter de falar com essa pessoa, voltar e reencontar o mesmo ambiente, o mesmo cenário…..
Reagir…. Como se faz para Re Agir? Reagir é voltar a agir! Para voltar a agir, é preciso ter vontade de agir. E o mundo que nos rodeia, exigente, que não tolera a insatisfação, não tolera tristezas, que como uma criança mimada, quer-nos Lindos, Contentes, Sorrizinhos, Arranjados, Elegantes, Perfeitos, e todos nos pedem, “Vá reage, faz qualquer coisa, tens de melhorar! Lá estás tu com o teu péssimismo!…”. E para culminar, lá dizem a frase: “Não percebo, porque ficas assim, não é caso para isso!”. E nós, envolvidos num manto negro de tristeza, de amargos na boca, de nós no estomâgo, de dedos das mãos frios, de joelhos ligeiramente a quebrar, ficamos perplexos a olhar para aquela gente que nos diz “Que não é nada!”. Não é nada???! Mas não percebem, que para nós É TUDO!
Que houve uma derrocada de terras, por cima da nossa boca, que houve uma inundação de líquidos salgados, que nos deixou molhados de suores frios, que o nosso coração saltou, mexeu-se, como se de um sismo se tratasse e nos deixou com taquicárdia, que houve um corte a meio dos nossos pulmões, e os pôs a trabalhar em limites mínimos, que sentimos o sangue a parar nas veias e que fomos invadidos por um vento frio e quente, que levantou todas as areias no ar que nos sufocam e nos cegam? Pois, não vêem isto?Faltam as lágrimas? Ah, as lágrimas, as piegas lágrimas, que comovem os outros…..
Mas olhem, os decepcionados não choram por fora, choram por dentro! Choram, choram, choram, até ficar secos, como um solo africano, seco, ressequido, morto….
Deixem-nos enterrar uma decepção, como se de um corpo morto se tratasse, deixem-nos enviuvar, chorar aquilo que nunca acontecerá, que nunca iremos possuir, deixem-nos cair no chão (não nos levantem, por favor!), de pernas e braços abertos deixem-nos gritar, gritar muito para que saiam os espíritos malígnos que nos envenenam, deixem-nos enlouquecer, perder o juízo, falar sózinhos, deixem-nos sair para a rua de robe e chinelos como um velho senil, deixem-nos estar sós, desgrenhados e sem comer, deixem-nos fugir (não vão à nossa procura, por favor!) e se quisermos deixem-nos morrer.
Mas havemos de sobreviver...
O tempo é o senhor da razão...
Pensamos que vamos sofrer prá sempre...Não que isto não vá acontecer,em alguns casos a dor apenas "adormece",mas em outros?!?
Um belo dia acordamos e percebemos que passou...Já não dói como doia antes...É neste momento que Revivemos,é neste momento que estamos prontos prás novas aventuras...novas emoções...e porque não dizer estamos prontos prás novas decepções,e lá vamos nós passar por tudo outra vez...mas vale a pena...sempre vale.

sábado, fevereiro 23, 2008

Amigos são prá sempre...

Era uma vez um garoto que tinha um temperamento muito explosivo.Um dia ele recebeu um saco cheio de pregos e uma placa de madeira. O pai disse a ele que martelasse um prego na tábua toda vez que perdesse a paciência com alguém.
No primeiro dia o garoto colocou 37 pregos na tábua. Já nos dias seguintes, enquanto ele ia aprendendo a controlar sua raiva, o número de pregos martelados por dia foram diminuindo gradativamente.
Ele descobriu que dava menos trabalho controlar sua raiva do que ter que ir todos os dias pregar diversos pregos na placa de madeira...
Finalmente chegou um dia em que o garoto não perdeu a paciência em hora alguma. Ele falou com seu pai sobre seu sucesso e sobre como estava se sentindo melhor em não explodir com os outros e o pai sugeriu que ele retirasse todos os pregos da tábua e que a trouxesse para ele.
O garoto então trouxe a placa de madeira, já sem os pregos, e entregou a seu pai.
Ele disse, Você está de parabéns, meu filho, mas dê uma olhada nos buracos que os pregos deixaram na tábua, a tábua nunca mais será como antes.
Quando você diz coisas estando com raiva, suas palavras deixa marcas como essas. Você pode enfiar uma faca em alguém e depois retirá-la. Não importa quantas vezes você peça desculpas, a cicatriz ainda continuará lá.
Uma agressão verbal é tão ruim quanto uma agressão física.Amigos são como jóias raras. Eles te fazem sorrir e te encorajam para alcançar o sucesso. Eles te emprestam o ombro, compartilham dos teus momentos de
alegria, e sempre querem ter seus corações abertos para você.
Fonte
Mensagens e Poemashttp://www.mensagensepoemas.com.br/carinho-para-amigo/amigos-sao-para-sempre-6533.html
Esta mensagem me fez pensar muito...E venho publicamente pedir perdão a todos os meus amigos com os quais um dia me descontrolei,em especial sinto que devo me desculpar com alguém muito ESPECIAL na minha vida,com o melhor AMIGO que alguém pode ter e,justamente por isto sinto que muitas vezes fui áspera,grossa,dura com as palavras,perdão meu amigo,perdão RONAN pela dureza das minhas palavras,saiba que não faço isto por mal,é apenas o temperamento explosivo,o sangue quente,isto é claro não justifica mas saiba que AMO VOCÊ meu amigo e não tenho a intenção de ferir,se faço isto,(sei que faço!) me perdoe.Tentarei ser coerente e não "martelar" tanto nossa amizade.

Amigo verdadeiro...


Qualquer um pode ficar ao seu lado quando você está certo, mas um amigo verdadeiro permanece ao seu lado mesmo quando você está errado...
Um simples amigo se identifica quando ele te liga. Um amigo verdadeiro não precisa se identificar, pois vocês conhecem suas vozes.
Um simples amigo inicia uma conversa com um boletim de novidades sobre sua vida. Um verdadeiro amigo diz: "O que há de novo sobre você?"
Um simples amigo acha que os problemas pelos quais você está se queixando são recentes. Um amigo verdadeiro diz: "Você tem se queixado sobre a mesma coisa pelos últimos quatorze anos. Saia deste marasmo e faça algo sobre isto."
Um simples amigo nunca o(a) viu chorar. Um verdadeiro amigo tem seus ombros encharcados por tuas lágrimas.
Um simples amigo não sabe o nome dos teus pais. Um verdadeiro amigo tem o telefone deles em sua
agenda.
Um simples amigo traz uma garrafa de vinho para sua festa. Um verdadeiro amigo chega mais cedo para ajudá-lo a cozinhar e fica até mais tarde para ajudá-lo na limpeza.
Um simples amigo odeia quando você liga após ele já ter ido para cama. Um verdadeiro amigo te pergunta porque demorou tanto para ligar.
Um simples amigo procura conversar com você sobre teus problemas. Um verdadeiro amigo procura ajudá-lo a resolver teus problemas.
Um simples amigo fica imaginando sobre tuas histórias românticas. Um verdadeiro amigo poderia conhecer até te chantagear com tudo que ele sabe.
Um simples amigo, quando o visita age como um convidado. Um verdadeiro amigo abre tua geladeira e se serve.
Um simples amigo acha que a
amizade terminou quando vocês tem uma discussão. Um verdadeiro amigo sabe que não existe uma amizade enquanto vocês ainda não tiveram uma divergência.
Um simples amigo espera que você sempre esteja por perto quando ele precisar. Um verdadeiro amigo espera estar sempre por perto quando você precisar dele.
Fonte
Mensagens e Poemashttp://www.mensagensepoemas.com.br/carinho-para-amigo/vedadeiro-amigo-7627.html

Necessidade de afeto...

Todos nós temos necessidade de afeto. Muitas vezes temos dificuldade em expressar o que sentimos pelas pessoas, achamos que elas sabem e que isso é suficiente.Mas quem não gosta de um abraço, um carinho, uma palavra amiga, uma palavra de amor ?! Quem não precisa disso ?! Há pessoas morrendo de fome no mundo, todos falam, mas quantas pessoas há que estão morrendo de solidão ?!Recebemos com freqüência mensagens dizendo que devemos dizer às pessoas o quanto as amamos porque nunca sabemos se é a última vez que as estamos vendo. Isso é para aliviar nossa consciência no caso das pessoas desaparecerem repentinamente.Mas eu digo que devemos dizer às pessoas que as amamos como se fôssemos encontrá-las na manhã seguinte, como se fôssemos encontrar um sorriso de volta, ou ver um brilho todo especial provocado por nós. Um dos maiores prazeres da vida é ver a felicidade das pessoas que amamos. Há alguns anos escrevi uma frase para uma pessoa num momento em que ela não estava bem. Essa frase dizia assim: "Não fique triste. Se você fica triste, fico triste. E eu não gosto de me ver triste..." Ela sorriu. E nessa frase aparentemente egoísta eu acabei dizendo uma grande verdade. Sim, porque no fundo se não fazemos as pessoas felizes por elas mesmas, que as façamos então por nós mesmos.Podemos saber que alguém nos ama e isso nos deixa felizes, mas como expressar o tamanho da felicidade que sentimos quando alguém coloca isso em palavras, em gestos ?! Isso faz com que nos sintamos amados em dobro, em triplo até. Assim, é importante que as pessoas saibam o quanto importantes são nas nossas vidas, o quanto nosso dia pode ficar iluminado com um sorriso ou um gesto inesperado. E luz é algo que quando carregamos nas mãos, além de iluminar aqueles que nos cruzam, iluminam a nós também. Todo o amor que damos a alguém, recebemos de volta como uma recompensa natural. Saber que alguém pensa na gente, que nos gosta apesar da distância, enche a alma de paz, de serenidade... É como um pouco de ar fresco numa janela quando precisamos respirar. Renova o espírito ! E de espírito renovado como o dia pode ficar diferente, como o mundo pode parecer diferente ?!...Essa é minha pequena lição. Não a que dei, mas a que aprendi.A gente sempre aprende...sempre.

O que é o amor?
O que é o amor? Eu não sei. Tudo que sei é que experimentar o amor é uma das mais belas experiências da vida. Para vivenciarmos o verdadeiro amor, quatro passos devem ser celebrados. O primeiro passo é: esteja aqui e agora - porque o amor só é possível aqui e agora. O segundo passo em direção ao amor é libertar-se dos sentimentos negativos, porque muitas pessoas amam, mas seu amor está contaminado por sentimentos como ciúme, ossessividade, medo. O terceiro: compartilhe. O amor é uma fragrância a ser compartilhada, irradiada. O amor não pode ser acumulado; ele só pode ser compartilhado. E o quarto: seja um nada. Somente quando você está vazio de você,há o amor. Quando você está cheio de ego não é possível amar. O amor e o ego não podem existir juntos. É impossível o amor e o ego estarem juntos. Somente uma pessoa que aprendeu a amar é madura. Uma pessoa madura não "cai de amor", ela se "eleva no amor". E quando duas pessoas maduras estão se amando, um dos maiores paradoxos da vida acontece. Elas estão juntas, são quase um, mas esta unidade não destrói a individualidade. Na verdade realça. Duas pessoas maduras em verdadeiro amor ajudam-se mutuamente a se tornarem mais livres, mais plenas, mais completas.
Osho


Cercas ou Pontes?
Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado. O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta. - Estou procurando trabalho, disse ele. Talvez você tenha algum serviço para mim. - Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade do meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta. - Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos. O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade. O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi construida ali, ligando as duas margens do riacho. Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou: - Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei. Mas as surpresas não pararam ai. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante permaneceu imóvel do seu lado do rio. O irmão mais novo então falou: - Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse. De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte. O carpinteiro que fez o trabalho, partiu com sua caixa de ferramentas. - Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você. E o carpinteiro respondeu: - Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir...** --- ***Já pensou como as coisas seriam mais fáceis se parássemos de construir cercas e muros e passássemos a construir pontes com nossos familiares, amigos, colegas do trabalho e principalmente nossos inimigos...O que você está esperando? Que tal começar agora !! Muitas vezes desistimos de quem amamos por causa de mágoas e mal entendidos. Vamos deixar isso de lado, ninguém é perfeito, mas alguém tem que dar o primeiro passo. Quanto mais amigos tiver, melhor vai se sentir, sabe por que??!!É bom demais Amar e ser amado é melhor ainda. Pense Nisso e Construa Pontes ao seu redor. estou construindo as minhas.

sexta-feira, fevereiro 22, 2008


Não se desespere quando alguém que você pensa que ama te abandona,só se perde um grande amor quando ele não for grande o suficiente,pois se fosse não teria como perdê-lo...Aprendi que:Quando não gostamos de alguém e esse alguém gosta muito da gente devemos encontrar nessa pessoa uma virtude,mas como, se não gosto dela. Eis a resposta: a virtude é o sentimento que ela tem por nós...Quando gostamos demais de uma pessoa e não somos correspondidos devemos encontrar um defeito nesta pessoa...Aí você me pergunta e como vou encontrar um defeito em uma pessoa que eu Amo?E eu lhe respondo: o maior defeito é ela não te amar como você a ama...Partida e a chegada depende do ponto de vista que encaramos...As vezes uma partida é o início de uma vida melhor e feliz...
(mensagem que em poucas palavras traduzem muita coisa,basta estarmos com o coração aberto prá sentir o que a msg passa.)

AMIGOS...



Amigos
Um homem, seu cavalo e seu cão, caminhavam por uma estrada. Depois de muito caminhar, esse homem se deu conta de que ele, seu cavalo e seu cão haviam morrido num acidente.Às vezes os mortos levam tempo para se dar conta de sua nova condição... A caminhada era muito longa, morro acima, o sol era forte e eles ficaram suados e com muita sede.Precisavam desesperadamente de água.Numa curva do caminho, avistaram um portão todo magnífico, todo de mármore, que conduzia a uma praça calçada com blocos de ouro, no centro na qual havia uma fonte de onde jorrava água cristalina.O caminhante dirigiu-se ao homem que numa guarita, guardava a entrada.- Bom dia, ele disse.- Bom dia, respondeu o homem.- Que lugar é este, tão lindo? ele perguntou.- Isto aqui é o céu, foi a resposta..- Que bom que nós chegamos ao céu, estamos com muita sede, disse o homem.- O senhor pode entrar e beber água à vontade, disse o guarda, indicando-lhe a fonte.- Meu cavalo e meu cachorro também estão com sede.- Lamento muito, disse o guarda. Aqui não se permite aentrada de animais. O homem ficou muito desapontadoporque sua sede era grande.- Mas ele não beberia, deixando seus amigos com sede.Assim, prosseguiu seu caminho. Depois de muito caminharem morro acima, com sede e cansaço multiplicados, ele chegou a um sítio, cujaentrada era marcada por uma porteira velha semi-aberta. A porteira se abria para um caminho de terra, com árvores dos dois lados que lhe faziam sombra.A sombra de uma das árvores, um homem estava deitado, cabeça coberta com um chapéu, parecia que estava dormindo:- Bom dia, disse o caminhante.- Bom dia, disse o homem.- Estamos com muita sede, eu, meu cavalo e meu cachorro.- Há uma fonte naquelas pedras, disse o homem e indicando o lugar.Podem beber à vontade.O homem, o cavalo e o cachorro foram até a fonte e mataram a sede.- Muito obrigado, ele disse ao sair.- Voltem quando quiserem, respondeu o homem.- A propósito, disse o caminhante, qual é o nome deste lugar?- Céu, respondeu o homem.- Céu?- Mas o homem na guarita ao lado do portão de mármore disse que lá era o céu!- Aquilo não é o céu, aquilo é o inferno.O caminhante ficou perplexo.- Mas então, disse ele, essa informação falsa deve causar grandes confusões.- De forma alguma, respondeu o homem. Na verdade, eles nos fazem um grande favor. Porque lá ficam aqueles que são capazes de abandonar até seus melhores amigos...

quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Acredite quem quiser...eu não sabia que teria eclipse total da Lua hj qdo postei o poema do SOL e da Lua.
Juro que não sabia...
São estes mistérios que me fascinam e me assustam...
Coincidências?!?
Ano passado antes do eclipse recebi o poema do Sol e da Lua,neste ano posto aqui no blog sem saber que teria o eclipse.
Ainda desvendo os mistérios que "rondam" a minha vida...ainda desvendo...
Nada acontece por acaso...
Um dia saberei dos porquês que me atormentam...um dia saberei...
Enquanto este dia não chega,fico assustada...indignada...fascinada..."faiz party" da minha vida fazer o que?
Continuar vivendo e tirar o melhor proveito destes mistérios..
É isto por hj...
Amanhã será o início de uma nova etapa na minha vida...
Tenho que vencer e VOU vencer meus propósitos...atingirei meus objetivos...Seja qual for a resposta que eu receba,positivo ou negativo(rsrs não,não estou grávida,é outra coisa!)vou fazer um esforço e iniciar uma nova etapa...Preciso de determinação...eu vou conseguir,vai ser difícil os 1ºs dias...mas vou conseguir superar + isto...Sou forte...determinada...eu preciso e vou vencer...Assim sou eu...
Se eu não persistir não serei EU!!!

quarta-feira, fevereiro 20, 2008

MUDANÇAS!!!


Dia de eclipse total da LUAAAAAAAAAAAA!!!!
Dia de mudança...hj vou mudar...uso como referência trecho de uma antiga canção interpretada por Vanusa.
Hoje eu vou mudar...vasculhar minhas gavetas...jogar fora sentimentos e ressentimentos tolos.Fazer limpeza no armário,retirar traças e teias da minha mente...parar de sofrer por coisas tão pequeninas,deixar de ser Menina,prá ser mulher!Hoje eu vou mudar,por na balança a coragem,me entregar ao que acredito,para ser o que sou sem medo...dançar e cantar por hábito,e não ter tantos escuros para guardar os meus segredos...parar de dizer não tenho tempo prá vida,que grita dentro de mim,me libertar!!!Hoje eu vou mudar,sair de dentro de mim,e não usar somente o coração.Parar de cobrar os fracassos,soltar os laços...e desprender as amarras da razão...Voar livre com todos os meus defeitos para que eu possa libertar os meus direitos,e não cobrar desta vida nem rumos nem respostas...Hoje eu preciso e vou mudar...vou dividir no tempo e somar no vento,todas as coisas que um dia eu sonhei conquistar...Porque sou mulher como qualquer uma,com dúvidas,emoções,erros e acertos,amores e disabores.
Preciso me valorizar...Não posso esperar tanto dos outros...preciso tocar minha vida em frente...Valorizar quem me valoriza...Hoje eu preciso e vou mudar...Eu devo gostar de mim antes de esperar que outras pessoas gostem...Dar valor é bom...ser valorizado idem...Hoje eu preciso e vou mudar...
Algumas pessoas com certeza irão estranhar...
Afinal sempre fui tão presente,tão amiga,não deixarei de ser,mas...serei com a intensidade que recebo,afinal se planto feijão vou colher feijão,nunca outra coisa...
Quem planta ventos...colhe tempestades...quem planta carinho,recebe carinho,quem planta indiferença,receberá da mesma forma.
Tudo será no mesmo peso e na mesma medida que eu receber.
Quem gostou,gostou.
Quem não gostou?Gostasse.
Não sou um saco sem fundos de emoções,também tenho as minhas e eu não peço eu EXIJO retorno.Não peço nada além de que um retorno...
Dane-se quem não gostar da nova LUA.
Serei a mesma,só que querendo retorno.Sem retorno,acaba,acabou...
Assim será...

E se meu melhor Amigo(a) morrer?


Hoje fiquei imaginando...e se tocasse meu telefone e do outro lado uma voz me dissesse que meu melhor amigo(a) sofreu uma grave acidente e faleceu?!?
Quando falo de melhor amigo(a),falo do meu ombro camarada,aquele presente em todos os meus momentos...todos os dias...Aquele que eu posso ligar a qualquer hora...sabe qdo a gente tá no fundo do poço?!?Quem tem um "AMIGO(A)" assim sabe do que falo...é aquele amigo que inunda a nossa caixa de e-mail com mensagens de esperanças e promessas de um futuro melhor,e estas mensagens a gente NUNCA responde.Tem amigo que a gente chora no ombro a perda de um ente querido...o rompimento de um relacionamento...nossas dores...nosso mau humor...Apesar do esforço para vasculhar minha mente, não consegui me lembrar de uma só vez em que tenha pego o telefone para ligar e dizer a ele o quanto era importante para mim contar com a sua amizade. Afinal, eu era uma mulher muito ocupada. Eu não tinha tempo. Não lembro de uma só vez em que me preocupei de procurar um texto edificante ou escrever uma carta ou procurar um belo cartão com conteúdo e enviar para ele,ou qualquer outro amigo, com o intuito de tornar o seu dia melhor. Eu não tinha tempo,eu não gosto de responder e-mail. Não lembro de ter feito qualquer tipo de surpresa, como aparecer de repente com uma garrafa de vinho e um coração aberto disposto a ouvir.Nem que fosse de maneira virtual...Eu não tinha tempo. Não lembro de qualquer dia em que eu estivesse disposta a ouvir os seus problemas. Eu não tinha tempo. Acho que eu nunca sequer imaginei que ele tinha problemas. Como ele poderia ter problemas?!?Se os tivesse eram pequenos...insignificantes,os meus sim são PROBLEMAS,os dele seriam coisas banais...não poderia perder meu tempo ouvindo...Só agora vejo com clareza o meu egoísmo. Talvez - e este talvez vai me acompanhar eternamente - se tivesse saído de meu pedestal egocêntrico e prestado um pouco de atenção e despendido um pouquinho do meu sagrado tempo, eu não teria "PERDIDO" meu amigo...Talvez, ele, que sempre inundou o meu mundo com sua iluminada presença, estivesse se sentindo sozinho. Até mesmo as mensagens engraçadas que ele constantemente deixava em minha secretaria eletrônica, poderiam ser seu jeito de pedir ajuda. Aquelas mesmas mensagens que simplesmente apaguei da secretaria eletrônica, jamais se apagarão da minha consciência. irei tirar o dia para homenagear com meu pranto a uma das pessoas que mais amei nesta vida.Ao desligar o telefone, com surpresa eu vejo, entre lágrimas e remorsos, de que para isto, para acompanhar durante um dia inteiro o seu corpo sem vida, eu TIVE TEMPO!Depois de muito pensar chego a conclusão de que;Nunca mais uma mensagem da minha secretaria eletrônica ficará sem pelo menos um "oi" de retorno. Procurarei constantemente encher a caixa eletrônica dos meus amigos com mensagens de amizade e dias melhores. Escreverei cartões de aniversario e de natal,sempre lembrando as pessoas de como elas são importantes para mim,Abraçarei constantemente meus irmãos,amigos e minha família, pois os laços que nos unem são eternos. Esses momentos costumam desaparecer com o tempo, e todo o cuidado e pouco.Será que seu telefone vai tocar hj dizendo que seu melhor amigo faleceu?E vc como ficará?Tranquilo(a)?Ou com um enorme peso na sua conciência?Seu melhor amigo(a) pode morrer a qualquer momento,e se vc pensar não precisa a morte ser física...ele pode morrer por não ter retorno...por não ter reflexo...o seu reflexo...Quer saber o rela sentido de uma pessoa em sua vida?Pense em perdê-la...

Coisas que a vida me ensinou...



Coisas que a vida me ensinou... Amor não se implora, não se pede não se espera...Amor se vive ou não.Ciúmes é um sentimento inútil.Não torna ninguém fiel a você.Animais são anjos disfarçados, mandadosà terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade.Crianças aprendem com aquilo que você faz,não com o que você diz.As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.Água é um santo remédio.Deus inventou o choro para o homem não explodir.Ausência de regras, é uma regra que depende do bom senso.Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.A criatividade caminha junto com a falta de grana.Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.Amigos de verdade nunca te abandonam.O carinho é a melhor arma contra o ódio.As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.Há poesia em toda a criação divina, Deus é o maior poeta de todos os tempos.A música é a sobremesa da vida.Acreditar, não faz de ninguém um tolo.Tolo é quem mente.Filhos são presentes raros.De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que abrem portas para uma vida melhor.O amor... Ah, o amor...O amor quebra barreiras, une facções,destrói preconceitos, cura doenças...Não há vida decente sem amor!E é certo, quem ama, é muito amado.Desde que seja por alguém que de fato te conheça,o AMOR permite isto...apesar de conhecer não impede de que Vc seja profundamente amado...Apesar de tudo...

O valor da amizade...



O valor da amizade
Você já parou para pensar sobre o valor da amizade?Às vezes nos encontramos preocupados, ansiosos, em volta há situações complicadas, nos sentindo meio que perdidos, mas somente o fato de conversarmos com um amigo, desabafando o que nos está no íntimo, já nos sentimos melhor, mesmo que as coisas permaneçam inalteradas.Quantas vezes são os amigos que nos fazem sorrir quando tínhamos vontade de chorar, mas a sua simples presença nos traz de volta o brilho da vida.A simplicidade das brincadeiras pueris, a conversa informal naqueles momentos de descontração, uma conversa rápida ao telefone, no vai e vem do dia ou da noite, no bate -papo pela Internet, no ambiente do trabalho ou da escola, enfim, em qualquer lugar a qualquer hora.Entretanto, não existe só alegria, amor, felicidade nesta relação, ela é como qualquer outro relacionamento, passa por crises passageiras, por momentos intempestivos, abalos ocasionais.Ainda que tenhamos muito carinho pelo amigo em questão, às vezes por insegurança, por ciúmes, por estarmos emocionalmente alterados ou nos sentindo pressionados, acabamos sendo injustos com ele e isso pode ser recíproco.Podemos comparar esse elo de amizade como o “tempo” que passa por alterações climáticas constantemente, mas é dessa forma que aprendemos a nos conhecer, compartilhar momentos e que se desenvolve uma amizade.Diante do amigo somos nós mesmos, deixamos vir à tona nossos pensamentos a respeito das coisas, da vida, nos mostramos como verdadeiramente somos.Há amigos que nos ensinam muito, nos fazem enxergar situações que às vezes não percebemos o seu real sentido, compartilham a suas experiência conosco, nos falam usando da verdade que buscamos encontrar.São eles também que nos chamam a razão, chamando a nossa atenção quando agimos de modo contraditório, que nos dizem coisas que não queremos ouvir, aceitar ou compreender, são eles que são capazes nos fazer enxergar nossos defeitos se espelhando nos defeitos dele.Ao longo de nossa vida muitos amigos passam por ela e nos deixam saudades, mas também deixam a recordação de tudo que foi vivido. É na amizade verdadeira que encontramos a sinceridade, lealdade, afinidade, cumplicidade, simplicidade, fraternidade.Amigos são irmãos que a vida nos deu para caminhar conosco ao longo da nossa jornada espiritual, extrapolando os limites do tempo, continuando quando e onde Deus assim o permitir.
Meu desejo é de que todos tenham reais e verdadeiras amizades...
Amigos que vc não precise chamar nas horas de sufoco,pois ele já estará de alguma forma do seu lado te dando forças...segurando sua barra.Desejo ainda que vc tenha amigos com os quais VC tbm possa falar,pois amizade é feito espelho,tem que ter reflexo.Se vc tiver pelo menos uma pessoa assim na sua vida,considere-se uma pessoa realizada...É bom ser amigo...é bom tbm TER amigos...Pense nisto...

O texto que eu gostaria de ter escrito...

"Em alguma outra vida, devemos ter feito algo de muito grave, para sentirmos tanta saudade..." - Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé,doem.Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua,dói cólica, cárie e pedra no rim.Mas o que mais dói é a saudade. Saudade de um irmão que mora longe.Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.Saudade do pai que morreu, do amigo imaginário que nunca existiu.Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.Doem essas saudades todas. Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade,mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo,mas sabiam-se amanhã.Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter. Saudade é basicamente não saber.Não saber mais se ela continua fungando num ambiente mais frio.Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia. Não saber se ela ainda usa aquela saia.Não saber se ele foi na consulta com o dermatologista como prometeu.Não saber se ela tem comido bem por causa daquela mania de estar sempre ocupada, se ele tem assistido as aulas de inglês, se aprendeu a entrar na Internete encontrar a página do Diário Oficial,se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua preferindo Malzebier, se ela continua preferindo suco,se ele continua sorrindo com aqueles olhinhos apertados, se ela continua dançando daquele jeitinho enlouquecedor, se ele continua cantando tão bem, se ela continua detestando o MC Donald's,se ele continua amando, se ela continua a chorar até nas comédias.Saudade é não saber mesmo! Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que he cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber comovencer a dor de um silêncio que nada preenche.Saudade é não querer saber se ela está com outro,e ao mesmo tempo querer.É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso... É não querer saber se ele está mais magro, se ela esta mais bela. Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer.Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo e o que você, provavelmente, está sentindo agora depois que acabou de ler..." Miguel Falabella.


Mensagem que marcou minha vida...em algum tempo do passado!


O Sol e a Lua
Quando o Sol e a Lua se encontraram pela primeira vez, se apaixonaram perdidamente e a partir daí começaram a viver um grande amor.Acontece que o mundo ainda não existia e no dia que Deus resolveu criá-lo, deu-lhes então o toque final ... o brilho !Ficou decidido também que o Sol iluminaria o dia e que a Lua iluminaria a noite, sendo assim, seriam obrigados a viverem separados.Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram conhecimento de que nunca mais se encontrariam. A Lua foi ficando cada vez mais amargurada, mesmo com o brilho que Deus havia lhe dado,ela foi se tornando solitária. O Sol por sua vez havia ganho um título de nobreza "ASTRO REI" , mas isso também não o fez feliz.Deus então chamou-os e explicou-lhes : - Vocês não devem ficar tristes, ambos agora já possuem um brilho próprio.Você Lua, iluminará as noites frias e quentes, encantará os enamorados e será diversas vezes motivo de poesias.Quanto a você Sol, sustentará esse título porque será o mais importante dos astros, iluminará a terra durante o dia, fornecerá calor para o ser humano e a sua simples presença fará as pessoas mais felizes.A Lua entristeceu-se muito com seu terrível destino e chorou dias a fio ... já o Sol ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia deixar-se abater pois teria que dar-lhe forças e ajudá-la a aceitar o que havia sido decidido por Deus.No entanto sua preocupação era tão grande que resolveu fazer um pedido a Ele :- Senhor, ajude a Lua por favor, ela é mais frágil do que eu, não suportará a solidão... E Deus em sua imensa bondade criou então as estrelas para fazerem companhia a ela.Lua sempre que está muito triste recorre as estrelas que fazem de tudo para consolá-la, mas quase sempre não conseguem. Hoje eles vivem assim .. separados, o Sol finge que é feliz , a Lua não consegue esconder que é triste. O Sol ainda esquenta de paixão pela Lua e ela ainda vive na escuridão da saudade.Dizem que a ordem de Deus era que a Lua deveria ser sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso ... porque ela é mulher, e uma mulher tem fases. Quando feliz consegue ser cheia, mas quando infeliz é minguante e quando minguante nem sequer é possível ver o seu
brilho.Lua e Sol seguem seu destino, ele solitário mas forte, ela acompanhada das estrelas, mas fraca. Humanos tentam a todo instante conquistá-la, como se isso fosse possível. Vez por outra alguns deles vão até ela e voltam sempre sozinhos, nenhum deles jamais conseguiu trazê-la até a terra, nenhum deles realmente conseguiu conquistá-la, por mais que achem que sim. Acontece que Deus decidiu que nenhum amor nesse mundo seria de todo impossível, nem mesmo o da Lua e do Sol ... e foi aí então que ele criou o eclipse!Hoje o Sol e a Lua vivem da espera desse instante, desses raros momentos que lhes foram concedidos e que custam tanto a acontecer. Quando você olhar para o céu a partir de agora e ver que o Sol encobriu a Lua é porque ele deitou-se sobre ela e começaram a se amar e é ao ato desse amor que se deu o nome de eclipse. Importante lembrar que o brilho do êxtase deles é tão grande que aconselha-se não olhar para o céu nesse momento, seus olhos podem cegar de ver tanto amor Bem, mas na terra também existe sol e lua ... e portanto existe eclipse .. mas essa era a única parte da história que você já sabia, não era ?

Incansável procura...



Uma constante em minha vida
é procurar o meu grande amor…
Não importa o tempo porque aprendi a comigo viver e, sei que vou te conhecer, Amar-te, e te surpreender…
Quero um amor doce, mas intenso! Sincero, mas surpreendente… Profundo, mas sempre renovado…Com respeito, mas ousado! Momentos felizes, sublimes, inesquecíveis…Com uma cumplicidade sempre em alta!

Quero que leve meu coração de menina
Lançando-o em nuvens suave. Navegando por todos os ares
Espandindo pelos espaços
Ocupando todos os tempos,curando as dores do coração,que causaram tanta desilusão…
Penhah Castro
O texto não é meu...os sentimentos sim.
Incrível como existem texto que parece que estão "lendo" a gente.

terça-feira, fevereiro 19, 2008

Sempre amigos...



Deixe que seus amigos façam parte de sua vida.Dividindo com eles todos seus momentos sejam de tristezas ou
alegrias pois eles são os únicos bens que valor realmente tem ... em todas suas passagens,seja na infância, seja na adolescência ,seja na maioridade ou na terceira idade.Tudo nessa vida passa nada de material permanece ou fica. Tudo muda,a sempre presente e eterna mudança, mas os sentimentos ficam os verdadeiros amigos sempre ficam e tenho a sensação que também permanencem além do além,pois amizade envolve amore Amor é a ínica coisa que fica, permanece do principio ao final de todos os tempos…(Joe’A)
Que a nossa amizade perdure enquanto nossas almas existirem...Falo isto de coração.AMO VOCÊS!!!

segunda-feira, fevereiro 18, 2008

AMIZADE!!


Amizade
Prova dura de confiança e respeito? Ou apenas um sentimento que toma o nosso corpo nos enchendo de admiração pela pessoa querida? Parou para pensar do que você seria capaz de fazer por um amigo? Uma amizade vale tudo? E seus amigos fariam o mesmo por você?Coloque no papel quantas vezes você já ajudou e quantas vezes foram ajudadas. Faça as contas se equivalerem daqui para frente! Qualquer tipo de relacionamento nos doamos em partes iguais.É adorável rir com um amigo. Beber e falar bobagens com um amigo. Dançar, sair, chorar com um amigo ao nosso lado.Amizade é respeito. É confiança e cumplicidade. Quando isso se quebra? Bem, fica difícil de consertar. Para mim a palavra que mais resume um amigo é LEALDADE. Essa palavra diz tudo. Lealdade nas saídas para baladas, na divisão da grana (quando preciso for). Nas confidências, nos porres, lealdade nos sentimentos.Você sabe que tem um amigo de verdade quando ele segura o seu cabelo enquanto você passa mal e vomita. Quando a festa está boa e você, mesmo assim quer ir embora, e ele vai com você. Quando precisa falar no meio da madrugada e ele te escuta. Quando você precisa caminhar para espairecer e ele vai junto contigo.Amigo é mais do que da boca para fora, é no coração!É a família que podemos escolher.E você? Fez as escolhas certas???